Boeing 377 Stratocruiser | Pan Am

Kit Minicraft na escala 1/144, montado out of the box. Vai passar por um check em breve, rsrsrs Mas está bonito mesmo assim, é um grande avião.

O Boeing 377 Stratocruiser foi um luxuoso avião comercial, quadrimotor à pistão, lançado pelo fabricante estadunidense Boeing, após a Segunda Guerra Mundial. Após o término da Segunda Guerra Mundial, a Boeing desenvolveu o avião militar C97 Stratofreighter, baseado no famoso bombardeiro B-29, e e sua versão civil, o B-377 Stratocruiser.

Com uma fuselagem maior e mais alongada, o B-377 superava em tamanho seus concorrentes Lockheed Constellation e Douglas DC-7, e ganhava ainda em autonomia de vôo, ao cruzar oceanos sem escala. Porém, sua motorização Pratt & Whitney Wasp Major tornou-se anti-econômica, o que levou ao encerramento precoce da linha de produção da aeronave, no ano de 1950.

Um dos operadores mais conhecidos dos Boeing 377 Stratocruiser era a Pan American World Airways. Era um avião imenso, pois em seus 33 metros tinha dois andares. Assim, tinha capacidade para mais de 100 passageiros no deck principal e 14 no inferior, que tinha ainda bar e lounge. Em média, as empresas o operavam com 63 a 84 passageiros e eram comuns camas, em beliches duplos para vôos longos, como os das linhas do Oceano Pacífico.

No Brasil operaram com a Pan American World Airways, havendo inclusive um acidente ocorrido aqui, em 28 de abril de 1952, com a aeronave N1039V, conhecida como Clipper Good Hope, que caiu em um vôo noturno quando sobrevoava o Pará, matando as 50 pessoas que levava de Buenos Aires para New York, após uma escala no Rio de Janeiro, de onde partiu as03h06 da manhã.

Aeronave: Boeing 377 Stratocruiser
Operador & Registro: Pan American | N1040V
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00943

 

Douglas DC-6B | Braniff

Este é um belíssimo Douglas DC-6B. Segundo o Mel Lawrence, estudioso da Aviação Comercial nos EUA, foi o único DC-6B da Braniff. Prefixo N91311, serial number 45063, o avião nº 678 na linha de montagem. Kit Minicraft na escala 1/144, via Doc.

Aeronave: Douglas DC-6B
Operador & Registro: Braniff | N91311
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00945

Boeing 767-300 | Varig (2008 colors)

Esse é o PR-VAA, um Boeing 767-33A/ER, serial 27909, o 767 de número 591 na linha de produção. Hoje voa na Ethiopian. Já operou, além desta e da Varig, com a Lauda Air, Vietnam Airlines, Qantas and Air China. Abaixo a aeronave verdadeira na época retratada no kit, marca Revell na escala 1/144, com diversos detalhes e excelente acabamento, by Marcelo Minoru.

Aeronave: Boeing 767-300ER
Operador & Registro: Varig | PR-VAA
Kit: Revell
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00767

Boeing 747SP | Aerolineas Argentinas

Esse é o menor kit da coleção: escala 1/400, aproximadamente 14 centímetros. Mas é surpreendentemente bonito. Vejam nas fotos. Modelo da GeminiJets (código GJARG055) que está esgotado na maioria das lojas, em geral se acha ele somente em sites de leilão. O Boeing 747SP foi utilizado entre 1980 e 1990, nas rotas para Austrália e Nova Zelândia, voando por sobre o Pólo Sul.

Aeronave: Boeing 747SP
Operador & Registro: Aerolineas Argentinas | LV-OHV
Kit: GeminiJets
Escala: 1/400
Número Hangar: SR01325

Douglas DC-9-30 | Alitalia

Este é um kit do Douglas DC-9-30 da Fly Models na 1/144, que faria com as cores da Valujet, mas acabei alterando para um Alitalia, com decais TwoSix. O kit Fly Models é bom, mas não diria que é superior ao da Airfix. Talvez seja apenas mais fácil de se encontrar hoje em dia. O decal TwoSix desta vez me decepcionou.

Os pontos pretos e brancos na fuselagem são, respectivamente, detalhes e luzes, que no DC-9 estão no corpo das aeronaves. Há fotos comparativas com um DC-9-30 da Airfix nas cores da Iberia e outra deste DC-9 com um MD-82 (que será reformado em breve), de modo a demonstrar as proporções dos kits e, no último caso, as pinturas da Alitalia.

O Douglas DC-9 foi um avião criado pela Douglas Aircraft Company, produzido pela McDonnell Douglas e projetado especialmente para suprir a necessidade de rotas domésticas, ou internacionais. Ele tem dois motores na parte traseira e tem dois estabilizadores na cauda que são o estabilizador vertical, e em cima dele o estabilizador horizontal, que formam a cauda em T. O DC-9 originou uma série de aeronaves produzidas de 1965 a 2006. O McDonnell Douglas DC-9 e seus derivados da família MD-80 e, posteriormente, o Boeing 717 tiveram um enorme sucesso comercial, com mais de 2.000 unidades produzidas, mas no Brasil, curiosamente, estes modelos não tiveram nenhuma penetração de mercado.

A Alitalia, empresa de bandeira daquele país, operou o DC-9-30 de 1965 até 1996 (esta data não está confirmada). Aliás, em 1965, com a colocação dos DC-9-30 em serviço, passou a servir comidas quentes à bordo dos seus aviões. Após o DC-9, continuou com os MD-82, dos quais ainda tem 19 em operação (2011). O DC-9-30 do kit é o I-DIKC, aeronave serial 47128, o número 210 na linha de produção, que operou depois com a Northwest nos EUA e na Venezuela com a ASERCA como YV867T. Não tenho informações da aeronave após 2009.

Aeronave:McDonnell Douglas DC-9-30
Operador & Registro: Alitalia | I-DIKC
Kit: Fly Models 
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01015