Avro Lancaster Mk.3 | RAF

Este é um Avro Lancaster na escala 1/144 da coleção Bombardeiros da Segunda Guerra da Editora Altaya, lançado no Brasil pela DeAgostini. O Lancaster Mk.3 EE-176 de código QR-M tinha o nome “Mickey The Moocher”, pertencendo ao Esquadrão 61 que ficava baseado em Skellingthorpe na Inglaterra, na Segunda Guerra Mundial.

Foi um dos poucos Lancaster’s chamados Centuriões, ou seja, que sobreviveram a mais de 100 missões de guerra. Só 35 aeronaves entre as mais de 3.000 construídas (3.030 somente do modelo Mk.3), atingiram esta marca. O “Mickey” voou por 128 missões, incluindo 15 para Berlin. No nariz o personagem “Mickey” puxa uma bomba e, na única foto conhecida da aeronave na 2ª Guerra, há 112 marcas de missões.

Aeronave: Avro Lancaster Mk.3
Operador & Registro: RAF | EE-176
Kit: Altaya
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01114

Airbus A380-800 | Emirates

Um gigante dos ares, no qual tenho mais de 60 voos. Somente no A6-EDA voei três vezes. O Airbus A380 da Emirates é meu “local de trabalho” mês sim, mês não. Esse é um kit Revell, 1/144 by Guick. Airbus A380-861 da Emirates, prefixo A6-EDA, o primeiro recebido por eles, em 29.07.2008. Possui serial 011, usa motores GP7270 e transporta 499 passageiros com muito luxo e requinte.

Aeronave: Airbus A380-800
Operador & Registro: Emirates | A6-EDA
Kit: Revell
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01003

Boeing 727-200 | Iberia

Kit Airfix montado em 2006 com decais aftermarket. Mostra o EC-GCL, que foi EC-CBJ e depois foi alugado para a Aerolineas Argentinas como LV-VFJ. Ao voltar, virou GCL, todo branco e com as clássicas faixas Iberia. Depois voou na Nigéria com a Albarka Air (5N-AMM).

Aeronave: Boeing 727-200
Operador & Registro: Iberia | EC-GCL
Kit: Airfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00075

Douglas DC-4 | MAC Air Charter

Este é um Minicraft com decais F-Decal da Martin’s Air Charter, a MAC. O avião real que este kit representa teve uma vida cheia de operadores. Ele começou sua vida como C-54B-1-DC Skymaster, serial 42-72433, entregue para a USAAF em 23.01.1945. Com o fim da guerra foi declarado surplus e vendido para a empresa chinesa CNAC (China National Aviation Corp.) de Shanghai em 1946, registrado inicialmente XT-T-04 e, depois, XT-104. Após a revolução comunista foi vendido em 1949 para a CAT (Civil Air Transport) de Taipei, em Taiwan e registrado N8345C.

Em 02.1953, foi arrendado para a TALOA (Transocean Air Lines) de Los Angeles, até 1955 quando foi vendido ao LAB (Lloyd Aéreo Boliviano) da Bolívia em 28.03.1955. Retornou aos EUA em 1961, comprado pela empresa de leasing Boreas Corporation de New York, registrado N538G e alugado para a Miami Airlines. Em 01.06.1962 foi alugado para a empresa holandesa Martin’s Luchtvervoer Maatschappij NV (que operava como Martin’s Air Charter e foi renomeada Martinair Holland em 1966), recebendo o registro PH-MAE.

Nove meses depois, em 06.03.1963, a Martin’s Air Charter comprou o avião. Foi vendido para a alemã Transportflug em 02.02.1967 e registrado D-ADAC. Em 1969 foi vendido para a Sodemac do Congo Belga (que passou a se chamar depois Zaire em 1971) e em 28.10.1970 foi registrado 9Q-CTD. Em 1971 foi transferido para a Força Aérea do Zaire e voou até 1981. Após, foi armazenado e, aos poucos, foi sucateado e desmontado.

Aeronave: Douglas DC-4 Skymaster
Operador & Registro: Martin’s Air Charter (MAC) | PH-MAE
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00992

Douglas DC-4 | Cruzeiro (Canopus)

Esse é o segundo da série especial Cruzeiro do Sul, o Douglas DC-4 Skymaster prefixo PP-CCJ, tal como voava no Brasil em 1949. Mais um da Altaya, convertido de versão militar para comercial.

 

Aeronave: Douglas DC-4 Skymaster
Operador & Registro: Cruzeiro do Sul | PP-CCJ
Kit: Altaya
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01685