P-47D Thunderbolt | FAB A6

História interessante, em um kit Hasegawa na escala 1/48 by Edno Tsukamoto: em 27.01.1945 o P-47 Thunderbolt da FAB na Itália, código A-6, pilotado pelo Tenente Raymundo Canario (50 missões de combate) perdeu 1,28m de sua asa direita depois de ter sito atingido por estilhaços de uma flak alemã. Mesmo avariado, conseguiu voltar a salvo, o que comprova a força do P-47. Mais tarde, Em 15.02.1945 ele foi atingido por flak outra vez, mas teve de saltar de para-quedas e foi resgatado pela infantaria Brasileira.

P-47D Thunderbolt - FAB A6

P-47D Thunderbolt - FAB A6

P-47D Thunderbolt - FAB A6

Ficha Técnica:

Aeronave:  P-47D Thunderbolt 
Registro: FAB A6
Kit: Hasegawa
Escala: 1/48
Número Hangar: SR00014

F-16C | Thunderbirds #1

Modelo na escala 1/72 de um dos F-16C da esquadrilha de demonstrações da USAF, os Thunderbirds. Este modelo foi comprado em Las Vegas, quando visitei a base deles (Nellis AFB) em 2009.

F-16 Thunderbird

F-16 Thunderbird

F-16 Thunderbird

Ficha Técnica:

Aeronave:  F-16C Fighting Falcon
Registro: #1 – Season 2009
Kit: Gamini Aces
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00638

SB2C-4 Helldiver | White 80

Essé foi o último kit que montei em 2012. Como fato interessante, foi o primeiro que gravei inteiro em time-lapse. Veja o vídeo completo neste post. Foi montado entre 24 e 30.12. Excelente kit Academy na 1/72, eu recomendo. Muito detalhado, várias opções de pintura, é realmente uma bela aquisição. Segundo os reviews que li, só não é considerado o melhor Helldiver de todas as escalas por não ter os freios de mergulho vazados. Enfim, adorei fazê-lo, foi divertido. Fiz a aeronave bem desgastada, como estavam os Helldivers ao final da guerra. Isso dá vida ao kit. Não coloquei as bombas, pois o kit representa a aeronave parada no deck, após uma missão, com gancho estendido e baías de bombas e cabines abertas.

Curtiss Helldiver White 80

O Curtiss SB2C Helldiver foi um bombardeiro de mergulho americano produzido pela Curtiss-Wright, a mesma dos P-40 (do qual ele traz uma semelhança no desenho das asas) que o criou para a Marinha dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, substituindo o “antigo” Douglas SBD Dauntless. Apesar de seu tamanho, o SB2C era muito mais rápido que o SBD. Porém, após o primeiro voo em 1940, demorou até 1943 para resolver problemas de desenvolvimento e muitos deles persistiram durante a produção, por um bom tempo, mesmo após a entrada em serviço e combate.

Era chamado de “Beast” (besta) pelos pilotos, que queriam de volta seus Dauntless. Porém, a versão SB2C-4 logo fez os pilotos mudarem de opinião sobre a capacidade do Helldiver, que tornou-se o responsável pelo maior número de afundamentos de equipamentos inimigos durante a Guerra do Pacífico. Desenvolvido a partir de vários modelos precedentes, o Curtiss Helldiver SB2C-4 foi a mais produzida, com 2.045 unidades usadas no teatro de operações do Pacífico durante a Segunda Grande Guerra. Fabricado entre 1943 e 1945, no total, 7.140 Helldivers foram entregues pela Curtiss, Fairchild (SBF) e Canadian Car & Foundry (SBW), estas últimas no Canadá.

Helldiver White 80

O SB2C-4 que este kit representa é uma aeronave do porta-aviões USS Shangri-La, CV-38 (Classe Essex). Tinha entre 90 e 100 aeronaves em sua esquadra de combate. Participou da campanha de Okinawa e tornou-se conhecido como “Tokyo Express” por ter sido fundamental nas missões de bombardeio da capital japonesa. A aeronave “White 80” é do Air Group 85 (VB-85), que possuía Helldiver’s, Avenger’s e Corsair’s (também tiveram seis Hellcat’s para missões de reconhecimento).

Helldiver White 80

Eram chamados de Sky Pirates e tinham como característica o raio em ambos os lados do estabilizador vertical e na superfície superior da asa direita. Os aviões do grupo voaram 10.233 horas em 2.274 sorridas entre Okinawa e o território do Japão em si (antes e após o fim da guerra). Destruíram 130 aviões (10 em combates) e perderam 10 aeronaves abatidas por caças ou defesas anti-aéreas. Não achei nada em especial sobre esta aeronave, apesar de ter uma foto dela pousando e “destruindo” a hélice após um pouso. A aeronave possui as famosas antenas “yagi” (ASB radar) na parte de baixo das asas.

Helldiver White 80

Helldiver White 80

Ficha Técnica:

Aeronave: SB2C-4 Helldiver
Registro: US Navy – White 80
Kit: Academy
Escala: 1/72
Número Hangar: SR01710

 

Grummam Avenger | White 97

Peguei um Grummam Avenger antigo, montado em 1995, nas cores de uma aeronave do USS Yorktown e fiz um Check D, com a pintura de uma aeronave do porta-aviões USS Shangri-La, CV-38 (Classe Essex). O White 90 também participou da campanha de Okinawa com o Air Group 85 (VB-85), que possuía Helldiver’s, Avenger’s e Corsair’s. Kit Airfix, escala 1/72, reformado em janeiro de 2013.

Grummam Avenger White 97 US Navy

Grummam Avenger White 97 US Navy

Grummam Avenger White 97 US Navy

Ficha Técnica:

Aeronave: Grummam Avenger
Registro: US Navy – White 97
Kit: Airfix
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00417

Embraer C-99A | FAB

Hangar | C-99A | FAB

Derivado do Embraer ERJ-145, o C-99A voa na FAB realizando transporte VIP e missões para o CAI (Correio Aéreo Internacional). Seu objetivo primário é o transporte entre o Brasil e as principais capitais da América do Sul, além de atender as necessidades das Embaixadas, trazendo com isso uma maior integração entre os países do Mercosul e do continente sul-americano. O kit, na escala 1/72 é da Challenger Modelismo, do meu amigo Nilton de Florianópolis e está na fase final.

Ficha Técnica:

Aeronave:  Embraer C-99A
Registro: FAB 2521
Kit: Challenger Modelismo
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00849