SAAB SK-37 Viggen | Swedish AF

SK-37 Viggen | Swedish AF

O Saab J-37 Viggen (em inglês, thunderbolt ou seja, raio) é um caça supersônico sueco fabricado pela Saab AB, com a participação das empresas Volvo, Ericsson e Bofors. O primeiro protótipo surgiu em 1967 e o primeiro exemplar distribuído à Força Aérea da Suécia em 1971. Foram produzidos 300 aviões até 1989, ano em que cessou sua fabricação. Custava 2 milhões de dólares por unidade em 1967.

Sucedeu ao Saab Draken em 1971 e foi substituído pelo Saab Gripen em 2005, que foi escolhido pelo Brasil para ser nosso novo caça, no projeto F-X. Foram produzidas 329 unidades deste caça que era bastante grande, tinha 16,4 metros de comprimento e 10,6 metros de envergadura, que era impulsionado por um motor Volvo RM8 (derivado do motor comercial Pratt & Whitney JT8D usado pelos Boeing 727, 737 e DC-9) e chegava a 2.231 km/h de velocidade máxima (2,1 Mach), operando em um raio de ação de 2.000 km a 18.000 metros de altura.

Uma das honras do Viggen é ser o primeiro caça com canards (as pequenas asas na entrada de ar) a ser produzido em escala. Foi o mais avançado caça Europeu até a entrada em serviço do Panavia Tornado em 1979. Várias variantes distintas do Viggen foram produzidas para desempenhar separadas funções: o AJ-37 para caça e ataque, o SF-37 para reconhecimento aéreo, o SH-37 para patrulha marítima e o treinador de dois lugares SK-37, representado por este kit.

O SK-37 de dois lugares não tinha radar e para acomodar o segundo piloto, sua capacidade de combustível era reduzida. O primeiro voo deste modelo ocorreu em 02.07.1970 e foram  construídas 17 unidades, com entrega a partir de 06.1972, números de série 37801 a 37817. O treinador foi aposentado em 2003, mas 10 unidades foram convertidas para o padrão SK 37E, uma versão de treinamento de guerra eletrônica (seriais37807-37811 & 37813-37817). Estes foram aposentados em 2007.

Se quiser saber mais sobre este avião clique AQUI e AQUI.

O kit Heller é um molde bastante antigo, de 1977. A versão que eu montei em 1987 foi a 80235, lançada no Brasil em 1986 pela Kiko. Ele tem finas linhas de painel e pode ser montado em 3 versões, o caça AJ-37, o treinador SK-37 e o avião de reconhecimento SF-37. O padrão de camuflagem, característico deste avião da Svenska Flygvapnet, a Força Aérea da Suécia, fica muito bonito no Viggen. O SK-37 mostrado é do Esquadrão F 7 Såtenäs, tal como visto em Le Bourget, na França em 06.1975.

Saiba mais sobre este kit, que ainda é vendido pela Heller, atualizado, clicando AQUI.

SK-37 Viggen | Swedish AF

SK-37 Viggen | Swedish AF

SK-37 Viggen | Swedish AF

SK-37 Viggen | Swedish AF

Aeronave:  Saab SK-37 Viggen
Operador & Registro: Força Aérea Sueca | #34
Kit: Heller (80235)
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00048

AMD Mirage IIIB | SAAF

O Dassault Mirage III é um dos mais bem sucedidos caças supersônicos já construídos. Desenvolvido pela Dassault Aviation da França na década de 1950, foi o primeiro avião de combate europeu capaz de voar a uma velocidade de Mach 2. O Mirage III foi produzido em diversas versões e adquirido pelas forças aéreas de vinte países num total de 1.422 unidades construídas.

Devido a possuir como característica ser um caça simples e confiável e por possuir um bom desempenho, o Mirage foi por muito tempo o principal avião de defesa da Força Aérea Francesa. Também obteve grande sucesso durante a Guerra dos Seis Dias quando a Força Aérea Israelense o utilizaram amplamente com sucesso em combate contra as Forças Aéreas do Egito, Síria e Jordânia.

Também foi empregado na guerra do Paquistão em Dezembro de 1971 onde obteve 8 vitórias sobre a Força Aérea Indiana. Em 1982 foram utilizados pela Força Aérea da Argentina nas Guerra das Malvinas contra a Inglaterra.

Em 1959, a Força Aérea da França ordenou a construção de versões biplace, de dois lugares, para conversão operacional, do Mirage IIIA. Estas aeronaves foram denominadas Mirage IIIB. A fuselagem foi aumentada em um metro e o canhão foi retirado, para a instalação do segundo cockpit. Esta versão não contava com radar e nem com provisão para motor-foguete, porém, poderia carregar armamento como bombas e mísseis ar-ar por infravermelho (como o AIM-9B Sidewinder ou o R.550 Magic I).

Mirage III in SAAF

Algumas forças aéreas adquiriram estas aeronaves de treinamento, entre elas a África do Sul (SAAF), que no total teve 58 aeronaves, das quais do modelo chamado Mirage IIIBZ (Serial 823 até 825). A aeronave #825 era um deles e foi convertida nos Anos 80 para o modelo Cheetah D.

O kit é o Matchbox PK-44 (veja mais AQUI), lançado em 1973 como PK-20 e recebeu novas partes 1986, mas ainda em alto relevo, sem cockpit e bem básico. Comprei na HobbyCraft de Porto Alegre em 1987. Montei no mesmo ano nas cores da Força Aérea da França. Fiz overhaul em 2018 para as cores da SAAF.

Aeronave: AMD Mirage IIIB
Operador & Registro: South African Air Force (SAAF) | #825
Kit: Matchbox (PK-44)
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00046

Eurofighter Typhoon

Eurofighter Typhoon

Este é um Eurofighter Typhoon, um avião para as funções de caça e caça-bombardeiro desenvolvido por um programa conjunto envolvendo as empresas Européias Alenia Aeronautica, BAE Systems e pela ADS (Airbus Defence & Space – ex-EADS) e os governos do Reino Unido, Alemanha, Itália e Espanha. Em janeiro de 2014 a EADS foi extinta pela Airbus, que criou uma nova divisão aeroespacial, a Airbus Defence & Space. A ADS passou a ser a responsável pela fabricação do caça, em sua unidade de aviões militares.

Sua tecnologia inova em várias tecnologias muitos caças a jato modernos não possuem como, por exemplo, a capacidade de alcançar a velocidade supersônica por longos períodos e chegar a esta velocidade sem o uso do pós combustor.  Ou seja, o Eurofighter Typhoon é capaz de voar em Supercruise.

Lista de países que operaram ou assinaram contrato de compra do Eurofighter Typhoon até Junho de 2018:

Alemanha: 143 aeronaves
Arábia Saudita: 72 aeronaves
Áustria: 15 aeronaves
Qatar: 24 aeronaves
Espanha: 73 aeronaves
Itália: 96 aeronaves
Kwait: 28 aeronaves
Omã: 12 aeronaves
Reino Unido: 160 aeronaves

Total: 623 aeronaves

A Luftwaffe recebeu sua primeira aeronave de série em 04.08.2003, comprou 143 aeronaves e recebeu 130 até Junho de 2018. Operam nos Esquadrões (Jagdgeschwader) 31 “Boelcke”, 71 “Richthofen”, 73 “Steinhoff” e 74 “Mölders”.

Demonstrando a capacidade de resistência do avião, uma aeronave se envolveu em uma colisão no dia 30.06.2014 durante um treinamento, mas não foi perdida. Naquela data, o Typhoon 30+91 sofreu uma colisão em voo com o Learjet 35A (D-CGFI), que participava do exercício como aeronave interceptada. O Learjet fez uma curva e bateu no 30+91, perdendo controle e caindo perto de Olsberg, na Alemanha, matando ambos pilotos a bordo. O bastante danificado Typhoon 30+91, mesmo atingido e danificado, fez um pouso de emergência na Base Aérea de Nörvenich Air Base e seu piloto sobreviveu.

Para saber mais sobre este acidente e até acessar o reporte oficial, clique AQUI.

Este é um modelo em metal da marca espanhola DeAgostini, da coleção Caças de Combate. A miniatura sofreu diversas alterações, como pintura do radome, antenas, entradas de ar e trem de pouso.

Eurofighter Typhoon

Eurofighter Typhoon

Eurofighter Typhoon

Eurofighter Typhoon

Aeronave:  Eurofighter Typhoon
Operador & Registro: Luftwaffe | 30+26
Kit: DeAgostini
Escala: 1/72
Número Hangar: SR02212

Bae. Hawk | RAF Red Arrows

Bae. Hawk | Red Arrows

Este é um Bae Systems Hawk T1A, o clássico treinador da Royal Air Force (RAF) que equipa a esquadrilha de demonstrações Britânica, os Red Arrows, desde 1979. Ele voou pela primeira vez em Dunsfold, Surrey, em 1974, sob o nome Hawker Siddeley Hawk e, posteriormente, foi produzido por suas empresas sucessoras, British Aerospace e BAE Systems, respectivamente. Tem sido usado na formação de pilotos e como uma aeronave de combate de baixo custo.

Operadores do Hawk incluem o Força Aérea Real (nomeadamente a equipe Red Arrows) e um número considerável de operadores militares estrangeiros. Estas aeronaves ainda estão em produção no Reino Unido e na Índia sob licença pela Hindustan Aeronautics Limited (HAL), com mais de 900 Hawks vendidos a 18 operadores em todo o mundo.

Os Red Arrows, oficialmente denominados como Royal Air Force Aerobatic Team (Grupo Acrobático da Real Força Aérea), são um grupamento de acrobacias aéreas da Royal Air Force. Sua base oficial está localizada em Lincolnshire, Inglaterra. O grupamento foi criado em 1964 e participa de exibições e também de campeonatos de acrobacias aéreas. São 9 pilotos a cada ano, a elite da aviação inglesa.

Este kit Airfix na escala 1/72 foi comprado no Canadá em Abril de 2017 e montado logo na sequência para homenagear os 100 Anos da RAF comemorados em 2018. A aeronave XX325 (serial 169/312150) que este kit representa foi entregue para a RAF em 04.12.1980 e continua se apresentando com a esquadrilha Red Arrows.

Bae. Hawk | Red Arrows

Bae. Hawk | Red Arrows

Bae. Hawk | Red Arrows

Bae. Hawk | Red Arrows

Bae. Hawk | Red Arrows

Aeronave: Bae Systems Hawk T1A
Operador & Registro: Royal Air Force (RAF) | Red Arrows | XX325
Kit: Airfix (A55202B)
Escala: 1/72
Número Hangar: SR02568

Douglas SBD Dauntless | US Navy

Este foi o primeiro kit a ser finalizado em 2013. É também um avião que representa do Douglas SBD Dauntless, que foi o primeiro kit que montei na vida, em 1978.

Na Segunda Guerra Mundial, 5.936 bombardeiros de mergulho Dauntless foram construídos entre 1940 e 1944. A sigla SBD (“Scout Bomber Douglas”) designava o modelo, que viu todas as principais batalhas da 2ª Guerra e foi substituído pelo Curtiss Helldiver. Voou de bases terrestres e porta-aviões. O Dauntless que este kit representa voava do USS Lexington em 1943. Os Dauntless voaram 1.189.473 horas operacionais, cerca de 25% das horas operacionais de aviões baseados em porta-aviões durante a Guerra.

O kit é um Testors na 1/72 que comecei em 2007 e ficou parado desde então. Resolvi terminar após a construção do Helldiver, no fim de dezembro. Não tinha detalhe algum, os freios foram pintados e o mesmo eu fiz com as baías do trem de pouso.

Aeronave: Douglas SBD Dauntless
Operador & Registro: US Navy | #32
Kit: Testors
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00581