Boeing 727-200 | Iberia

Kit Airfix montado em 2006 com decais aftermarket. Mostra o EC-GCL, que foi EC-CBJ e depois foi alugado para a Aerolineas Argentinas como LV-VFJ. Ao voltar, virou GCL, todo branco e com as clássicas faixas Iberia. Depois voou na Nigéria com a Albarka Air (5N-AMM).

Aeronave: Boeing 727-200
Operador & Registro: Iberia | EC-GCL
Kit: Airfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00075

Boeing 777-200 | Transbrasil

Mais um exclusivo do Hangar de Plástico: A Transbrasil chegou a encomendar 3 aeronaves em 1994, mas elas foram canceladas em 1998 sem ser recebidas. Foi um projeto que eu e meu amigo Piovan bolamos na minha visita à ele na Flórida, em 2011. Fizemos o decal especial PT-TFA, com logos e asas vermelhas, como havia sido imaginado em uma capa da revista Flap Internacional dos Anos 90. Adorei o resultado, ficou muito bonito de se ver. Teria sido lindo na realidade. As janelas e cockpit são decais da Minicraft, originais do kit na escala 1/144. A portas de carga e outros detalhes do meu set do Boeing 777, que fiz para criar os da Pan Am.

Aeronave: Boeing 777-200
Operador & Registro: Transbrasil | PT-TFA
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00936

Boeing 737-200 | Aerolineas Argentinas

O Boeing 737-236 prefixo LV-ZSW (serial 23170) voou pela primeira vez em 04.02.1985 e foi entregue para a British Airways como G-BKYL. Em 1999 foi vendido para a Pegasus Aviation e foi parar na Aerolineas Argentinas como LV-ZSW no ano 2000. Operou até 2008, quando foi retirada de uso e armazenada no Aeroparque, onde está até hoje. Em 2003 usou estas cores especiais, com títulos Austral no lado direito, em homenagem ao Club Atlético Boca Junior colors, que ganhou a Copa Europea-Sudamericana naquele ano. O kit é um Airfix na escala 1/144 by A. Bell.

Aeronave: Boeing 737-200
Operador & Registro: Aerolineas Argentinas | LV-ZSW
Kit: Airfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01607

Boeing 737-200 | Royal Brunei

Kit Airfix 1/144 de um Boeing 737 especial e raro. A Royal Brunei Airlines foi criada em 18.11.74. A empresa comprou dois aviões Boeing 737-200 para começar sua frota e, em 14.04.75, uma das aeronaves inaugurou o Brunei International Airport, decolando para o Singapore Changi Airport.

Esta aeronave era o VR-UEB (Serial 20913), fazendo o primeiro voo da Royal Brunei Airlines. A empresa existe ainda hoje, operando 10 aeronaves (2 A319, 2 A320 e 6 777-200. Há ainda 5 Dreamliners em encomenda e mais 1 A320). Chegou a ter 3 737-200s e os vendeu no início de 1993, passando a operar modelos 757 e 767.

Aeronave: Boeing 737-200
Operador & Registro: Royal Brunei Airlines | VR-EUB
Kit: Airfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00462

Boeing 737-200 | TAME

Kit Airfix na escala 1/144 do Boeing 737-2V2 prefixo HC-BIG (serial 22607), que foi comprado em 06.1981 pela TAME (Transportes Aereos Militares) do Equador, mas operou por apenas dois anos, acidentando-se em 11.07.1983, quando se aproximava da cidade de Cuenca em tempo claro, com nevoeiro esparso próximo ao solo. A aeronave resvalou o topo de uma colina pouco mais de uma milha antes da pista do aeroporto, caindo e ocasionando a morte de 119 pessoas (8 tripulantes). A investigação concluiu por erro do piloto, que não seria qualificado para o comando. Até hoje, é o maior acidente aéreo da história do Equador.

Aeronave: Boeing 737-200
Operador & Registro: TAME | HC-BIG
Kit: AIrfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01608