HS Buccaneer S.2D | Royal Navy

Mais um kit, altamente modificado, do Blackburn (depois Hawker Siddeley) Buccaneer, agora na versão naval, H.M.S. Ark Royal, em 1976, Esquadrão 809 da Fleet Air Arm. Mesmo Airfix do kit SR01619, montado na versão de caixa da Marinha Inglesa. Pena o decal da asa ter ficado com silvering. Fiz asas dobradas, como ficavam hangarados no Porta-Aviões.

Aeronave: HS Buccaneer S.2D
Operador & Registro: Royal Navy (RN) | XV344
Kit: Airfix
Escala: 1/72
Número Hangar: SR00318

HS Buccaneer S.2B | RAF

O Blackburn (depois Hawker Siddeley) Buccaneer foi uma aeronave dos Anos 50, desenvolvido como avião de ataque nuclear para missões de alta capacidade e em alta velocidade. Seria usado (como foi) pela RAF e Royal Navy da Inglaterra entre 1962 e 1994. O único operador no exterior foi a Força Aérea da África do Sul. Foram produzidos pouco mais de 200 destes aviões, dos quais 46 do modelo S.2B (estes construídos pela HS entre 1973 e 1977), com capacidade para lançar mísseis Martel, realizando missões anti-radar e anti-navio.

A carreira do Buccaneer já estava quase encerrada quando, na Guerra do Golfo (1991) a RAF já em plena campanha, se deu conta de que precisava de uma aeronave para “iluminar” alvos para ataques com bombas guiadas a laser. Os aviões que tinham esta capacidade eram estes, da base aérea de Lossiemouth. Assim, treze aeronaves foram pintadas às pressas na cor “Desert Sand” (também chamada de Desert Pink) e enviadas para o Golfo, para apoiar Tornados e outras aeronaves. Fizeram muitas missões de apoio e também lançaram bombas Paveway de 1.000lbs, conseguindo inclusive, destruir um C-130 iraquiano capturado.

O kit é um Airfix (A04049) na escala 1/72 com os decais da versão recém lançada. Aliás, o decal é bom de ser aplicado, mas traz um erro que só fui perceber após a conclusão do kit e aplicação de verniz. A marcação vem para se fazer o XW895 quando a aeronave que operou no Golfo era o XX895 (XW895 era um Gazelle). Foi montado em 2012.

No mais, kit dos anos 80 da Airfix, baseado no kit original (série S.1), com todas as desvantagens disso: não há detalhes em rodas, nada no cockpit (há decal para painéis, mas o resultado é fraco). Acabei montando este com o Royal Navy XV344, kit que já tinha há anos e notei que a nova versão (que faz RAF, Royal Navy e SAAF) tem um set extra de cabides e armamentos para se fazer a versão da Guerra do Golfo. Atenção para a cor: apesar de a caixa trazer o kit em cor errada (mais para o sand) a cor correta é a 250 (Desert Sand).

Baixei flaps, fiz detalhamento de relevo e optei por fazer a aeronave estacionada com marcações de proteção de sistemas e coberturas nas entradas e saídas de ar dos motores e do iluminador laser (asa esquerda). Enfim, é um bonito avião e fazia falta na coleção!

A base que fiz para este kit é de MDF, com o desenho de tarmac baseado em modelos que se encontra na Internet, no qual adicionei os símbolos do esquadrão e dados do modelo. Achei o resultado excelente e pretendo fazer isso para os demais aviões que montar de hoje em diante, pois valoriza o modelo.

Aeronave: HS Buccaneer S.2B
Operador & Registro: Royal Air Force (RAF) | XX895
Kit: Airfix
Escala: 1/72
Número Hangar: SR01619

HS Trident 1C | BEA Airways

O Hawker-Siddeley Trident, modelo DH121 ou HS121, foi um avião projetado pela de Havilland na década de 50 e construído pela Hawker-Siddeley na década de 1960. Por ter sido projetado especificamente a pedidos da British European Airways, não teve muito apelo para atender às necessidades de outras companhias aéreas. A aeronave também é contemporânea do Boeing 727, que por fazer parte de uma família, iniciada com o 707 e complementada com o 737, teve mais apelo para os clientes.

O Trident foi a primeira aeronave a ser certificada para pousos automáticos em 1965, fazendo-os em serviço comercial de 1966 em diante (algo que só seria repetido pelo Tristar nos Anos 70). Foram construídas apenas 117 aeronaves. O modelo Trident 1C foi produzido somente para a BEA, que tinha 24 unidades deste modelo.

O HS 121 Trident 1C que este kit representa, G-ARPC, tem o serial 2103, foi fabricado em 1962 e operou apenas com a BEA. Em 28.12.1975 a aeronave estava estacionada em Heathrow, na área de estacionamento A3 quando um incêndio começou, possivelmente na parte elétrica, e destruiu completamente o Trident, sem causar ferimentos. O kit é o velho Airfix dos Anos 60, by DOC, com decais originais.

Aeronave: Hawker-Siddeley Trident HS-121 Trident C
Operador & Registro: British European Airways (BEA) | G-ARPC
Kit: Airfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00986

HS Trident 1E | Iraqi Airways

O Hawker-Siddeley Trident, modelo DH121 ou HS121, foi um avião projetado pela de Havilland na década de 50 e construído pela Hawker-Siddeley na década de 1960. Por ter sido projetado especificamente a pedidos da British European Airways, não teve muito apelo para atender às necessidades de outras companhias aéreas. A aeronave também é contemporânea do Boeing 727, que por fazer parte de uma família, iniciada com o 707 e complementada com o 737, teve mais apelo para os clientes.

O Trident foi a primeira aeronave a ser certificada para pousos automáticos em 1965, fazendo-os em serviço comercial de 1966 em diante (algo que só seria repetido pelo Tristar nos Anos 70). Foram construídas apenas 117 aeronaves. O modelo Trident 1E era igual ao 1C, produzido somente para a BEA. Tinha mais assentos, melhores motores e slats no bordo de ataque. Foram apenas 17 unidades deste modelo.

O HS 121 Trident 1E que este kit representa, YE-AEC, tem o serial 2129, foi fabricado em 1966 e tinha capacidade para 140 pessoas. Operou apenas com a Iraqi Airways. O kit é Airfix, by DOC, com decais S&M decals.

Aeronave: Hawker-Siddeley 121 Trident 1E
Operador & Registro: Iraqi Airways | YE-AEC
Kit: Airfix
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00985