Boeing 737-300 | Webjet

O Boeing 737 é uma família de aeronaves narrowbody bimotor turbofan, desenvolvida e fabricada pela Boeing. Criado para ser um avião com custos de operação mais baixos, o 737 tornou-se uma série com dez variantes, cujas capacidades vão de 85 a 215 passageiros. É o único avião narrowbody (corredor único) da Boeing em produção, nas versões -700, -800 e -900 que será substituída em breve pela sua nova geração, o Boeing 737 MAX, mais eficiente no consumo de combustível e com maior capacidade de passageiros.

Originalmente previsto para 1964, o Boeing 737 fez seu primeiro voo em abril de 1967. Entrou em serviço em fevereiro de 1968, com a Lufthansa. A versão -200, com maior capacidade de passageiros, entrou em serviço em abril de 1968. Na década de 1980, a Boeing lançou as versões -300, -400 e -500, que hoje são conhecidos como série “Classic“. Contavam com mudanças no número de assentos e novos motores turbofan, além de melhorias nas asas.

Na década de 1990, a Boeing lançou a série conhecida hoje como “Next Generation“, com diversas mudanças, incluindo asas redesenhadas, aumento na envergadura, cockpit digitais e novo design do interior. Esta série foi lançada com as versões -600, -700, -800 e -900, variando de 31 a 42 metros de comprimento da fuselagem.

No início dos Anos 80 os engenheiros da Boeing decidiram projetar uma nova versão, usando novos motores da CFM International e outras modificações, que tornam a aeronave mais eficiente. O motor CFM56 que foi escolhido, permitia uma economia de combustível e redução de ruídos para a aeronave, porém, por conta da baixa altura da aeronave, os ventiladores do motor tiveram que ser reduzidos, deixando o motor a frente da asa e movendo os acessórios para as laterais, dando um aspecto achatado na entrada de ar.

A capacidade da primeira aeronave redesenhada, o Boeing 737-300, foi aumentada para 149 passageiros, aumentando a fuselagem em 2,87 metros. A asa teve uma série de mudanças para melhorar a aerodinâmica, incluindo um aumento de 53 centímetros na envergadura. O estabilizador vertical foi redesenhado, foram colocados sistemas eletrônicos no cockpit, e a cabine de passageiros teve melhorias semelhantes as instaladas no Boeing 757. A primeira aeronave da versão -300 fez seu primeiro voo em 24 de fevereiro de 1984.

A Webjet Linhas Aéreas era uma empresa aérea brasileira que operava no conceito low cost low fare (companhia aérea de baixo custo, baixa tarifa). Sua sede estava localizada na cidade do Rio de Janeiro. Iniciou suas operações aéreas em julho de 2005 e deixou de operar em 23 de novembro de 2012, após a aceitação do CADE da compra feita pela Gol Linhas Aéreas, sendo assim demitidos 850 funcionários nos meses seguintes da conclusão da incorporação com a companhia aérea Gol Linhas Aéreas.

Operou ao todo 24 Boeing 737-300 (148 lugares) e 6 unidades do Boeing 737-800 (184 lugares). O modelo, um Minicraft na escala 1/144, representa o PR-WJE, um Boeing 737-33A, Serial 25057, fabricado em 1991 para a  VASP (PP-SOK), que passou ainda pela Transbrasil (PT-TEQ), pela Nordeste (PT-MNJ) e, depois da Webjet, pela Ansett (N706DB), sendo vendido em 2013 para a Boliviana de Aviación (BoA) como CP-2718, onde opera até hoje (06.2018).

Aeronave:  Boeing 737-300
Operador & Registro: Webjet | PR-WJE
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01590

Lockheed SC-130E Hercules | FAB

Kit Minicraft, com decais customizados para a Força Aérea Brasileira, FAB, na versão SAR (Search & Rescue) que operou no Recife (Pernambuco), entre oa anos de 1971 a 1985.

Aeronave: Lockheed SC-130E Hercules
Operador & Registro: Força Aérea Brasileira | FAB2409
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01469

Boeing 777-200 | Transbrasil

Mais um exclusivo do Hangar de Plástico: A Transbrasil chegou a encomendar 3 aeronaves em 1994, mas elas foram canceladas em 1998 sem ser recebidas. Foi um projeto que eu e meu amigo Piovan bolamos na minha visita à ele na Flórida, em 2011. Fizemos o decal especial PT-TFA, com logos e asas vermelhas, como havia sido imaginado em uma capa da revista Flap Internacional dos Anos 90. Adorei o resultado, ficou muito bonito de se ver. Teria sido lindo na realidade. As janelas e cockpit são decais da Minicraft, originais do kit na escala 1/144. A portas de carga e outros detalhes do meu set do Boeing 777, que fiz para criar os da Pan Am.

Aeronave: Boeing 777-200
Operador & Registro: Transbrasil | PT-TFA
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR00936

Boeing 707-324C | Continental Airlines

A Continental Airlines foi fundada em 1934 em Boise, Idaho. No final dos Anos 50, vieram os Golden Jet, nome criado quando o Boeing 707-124 (dos quais teve quatro aeronaves) que se uniu à frota dos Gold Carpet Service, o nome dado ao serviço dos propliners Douglas DC-6, DC-7 e Viscount. Los Angeles, Denver e Cidade do Kansas eram as três mais importantes cidades no mapa de rotas. Este kit Minicraft (by Eduardo “Carioca”) representa um modelo 324C, que a empresa usou no final dos Anos 60 e 70. Este, o N17326, recebeu as cores Golden Jet.

Aeronave: Boeing 707-124
Operador & Registro: Continental Airlines
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01507

Douglas DC-6B | American Airlines

A American Airlines recebeu seu primeiro Douglas DC-6 em 1947, operando modelos A e B entre até 1966. O N90757, serial 43269, foi entregue em 18.05.1951 e recebeu o nome de Flagship Oklahoma, nome que herdou do DC-3 N16019, alterado para Flagship Oklahoma City. Este DC-6 operou na empresa até 1964, quando foi arrendado para a Hawaiian Airlines até 09.1966. Em 1968 foi vendido para a Yemen Airways e registrado 4W-ABD. Em 1971 foi retirado de uso e virou sucata.

Kit Minicraft e decais Airways Graphic International. Optei por pintar radome, asas, estabilizdores e motores (Testors 921536), pois usar decais nisso era um pesadelo.

Aeronave: Douglas DC-6B
Operador & Registro: American Airlines | N90757
Kit: Minicraft
Escala: 1/144
Número Hangar: SR01021